terça-feira, 27 de janeiro de 2009

Pesadelos constantes.


Luciana tem depressão e, por isso, já pensou muitas vezes em se matar. Esse tormento em sua vida começara quando ela tinha 17 anos, hoje com 20, vivia a base de remédios para sentir-se melhor. Por alguns meses começou a ter pesadelos terríveis, onde via pessoas levando um caixão, sua mãe gritava palavras sem nexo enquanto chorava desesperadamente, porém Luciana não se via e assim presumia que estava dentro do caixão, sem vida. Algumas vezes tivera um pesadelo onde era estuprada e, como sonhos geralmente são confusos, de uma hora pra outra encontravam um corpo esquartejado, no banheiro, com sangue por toda parte, inclusive no sanitário e no espelho. Eram cenas horríveis e, por isso, sempre que tinha esses pesadelos, acordava suada e muito assustada.
Luciana nunca acreditara em significados dos sonhos e assuntos do gênero, porém começou a ficar curiosa em saber o porquê dos mesmos sonhos tão constantemente. Pensara na possibilidade de um dia não aguentar mais sofrer e se matar, mas pensara bem e lembrara que em seus pesadelos ocorria um assassinato e não um suicídio.
Sem saber mais o que fazer e, mesmo sem muita credibilidade em coisas sobrenaturais, resolveu procurar pessoas que entendiam mais do assunto, sem contar para sua família pois não se dava muito bem com as pessoas desta.
Depois de encontrar com o último vidente - como intitulava todos que entendiam sobre astrologia, coisas sobrenaturais e até espíritas, já que não tinha muito conhecimento sobre estes assuntos e sempre os referia como “farinha do mesmo saco” - chegou em sua casa e parecia não ter ninguém. Resolveu relaxar, tomar um banho, já que não havia escutado nada que lhe parecesse acreditável, quando encontrou em seu quarto um homem estranho:
- Quem é você?
- Cala a tua boca, vai logo tirando a roupa! - Dizia o estranho com uma arma em uma das mãos, com um olhar alucinado, sem camisa, apenas com uma calça jeans, preparando-se para abrir o zíper desta.
- Me larga! Eu vou chamar a polícia, quem é você? Sai daqui! - Enfrentava Luciana.
Enquanto o desconhecido a segurava com força, Luciana lutara com toda a disposição que tivera, enquanto o estranho tentava tirar sua roupa e lhe machucava, ela lembrara de seus sonhos e um medo muito grande nela surgiu. Logo ela, que sempre tivera vontade de morrer, de ter seu descanso eterno, estava apavorada com a possibilidade de finalmente acontecer o seu antigo desejo, era o que pensava.
Enquanto ia perdendo as forças para lutar contra, com machucados pelo seu rosto e corpo, o homem estranho que invadira sua casa começara a ter posse total sobre ela, e assim, abusara dela com mais facilidade a cada instante, e a cada grito de Luciana, era um tapa em seu rosto.
Como morava em um condomínio fechado de luxo, as casas ficavam muito distantes umas das outras, além de serem enormes, por isso, ninguém iria ouvir seus gritos de socorro.
Ao satisfazer-se com Luciana, o desconhecido correra com muita pressa, deixando-a largada no chão. Seus estado era crítico, sofrera muito, foi conseguindo se levantar aos poucos. Não conseguia nem lembrar mais de seus sonhos naquele momento, só em ligar para alguém da família a levar ao hospital. Tentava entender como aquele homem havia entrado naquela casa com tantos seguranças na portaria do condomínio. Depois de ficar meia hora deitada no chão, sem saber o que fazer, sem forças para erguer-se, resolveu ir ao banheiro. Ao abrir a porta, a surpresa pior estava por vir. Sua irmã caçula de 11 anos estava completamente deformada, havia sido esquartejada sobre o chão, com sangue por todos os lugares, assim como em seus pesadelos. Luciana gritava tão desesperada que apenas após alguns minutos conseguiu ir até o quarto de seus pais, que ficara ao lado e era o único que tinha telefone.
Família em choque, enterro marcado para a semana seguinte. Polícia, confusão, desespero. Sua mãe precisou ser sedada na hora em que o caixão foi enterrado, gritava muito.
Ana Carolina, como era o nome da falecida irmã de Luciana, estudava no colégio Augusto Souza, era abordada diversas vezes na hora da saída por um homem estranho, que dizia querer conhecê-la. Como era ensinada a não dar ouvidos a estranhos, sempre o ignorava. O que ela não sabia, era que aquele homem desconhecido era Carlos, seu pai biológico, com quem a mãe tivera um caso. Carlos era executivo e pedófilo, porém, quando ela se envolveu com ele, o conhecia pouco e preferiu assim ser. Havia sido procurada por ele, depois de muitos anos, e Carlos havia insistido muito para conhecer sua filha. Após achar que era confiável, Lúcia, a adultera, lhe deu a chave de sua casa e dissera para passar por lá para buscar a filha e que não estaria lá pois tinha compromisso no trabalho. Assim Ana Carolina havia sido estuprada e morta tão cruelmente.
Lúcia não aguentara a pressão da culpa e começou a ter alucinações, quando foi encontrada morta, por suicídio, com uma carta contando toda a verdade da morte de sua caçula.
A tristeza naquela família parecia não ter fim, só pensavam em encontrar a pessoa responsável pela morte das pessoas mais importantes de suas vidas.
Carlos foi encontrado, e como Jorge, o viúvo, tinha muito dinheiro, conseguiu contratar os melhores advogados e Carlos foi preso com pena de 89 anos.
Luciana, hoje com 30 anos, ainda tem depressão, porém, não necessita mais de remédios e vive, muitas vezes, muito feliz, com poucas recaídas. Nunca esquecerá a dor que passou há anos atrás, porém, isso lhe ensinou a dar mais valor a vida e, pensar em se matar, nunca mais! A vida é muito breve para isso, assim pensava enquanto lembrava de Aninha correndo pela casa, usando sua maquiagem, enquanto ela ficava furiosa.

41 comentários:

Clóvis sivolC disse...

Nossa q trágico! fiquei impresionado com o texto , tipo do meio em baque até agora , sério , mto diferente de tudo q vc já escreveu no blog. Deu uma quebrada e isso é legal.
bjus linda te adoro.

Jhow...Garoto das estrelas disse...

Olha sinceramente! eu sou seu fan!!!

Que intenso, que enovolvente, que engajamento. Você tem um Dom, e use isso !!!
Esse texto não me deixou perder a destração por um minuto!
Realmente o texto deixa bem claro q mtas coisas que acontece em nossas vidas são um acado, mas também podemos atrair essas também. O mais importante é saber superar, pois aquilo que não nos mata nos torna mais fortes!!!

Tangerine disse...

oi!
não sei se tu vai se lembrar de mim...Larissa. A gente estudou junto no santo antônio ano passado, no inciozinho do ano.
bom, isso ñ é o q mais interessa. gostei mt do teu blog.
se quiser, passa lá pelo meu.
^^

Cleber Henrique disse...

Nossa trágivo msm!! Parabéns pelo blog, bm diferente.

Um abraço!

http://globalizarsa.blogspot.com/

Bala Salgada disse...

Isso é um texto seu certo?

Fiquei tão presa, mas tão presa ao texto, e tem tanta tragédia que dá até aquele choque de quando ouvimos notícias assim.

Parabéns, você tem muito talento.

E é claro que não dá para atualizar sempre, eu entendo. Tem que aguardar um pouco para ter histórias assim.

Continue sempre assim, nós leitores estamos adorando!

Cristina Santos disse...

Nossa, q texto intenso. Muito bom, mas me deixou pensativa...pude imaginar cada cena...vc deveria escrever livros, tem talento! sou sua fã! Parabens!

Marcel disse...

Saudações amazônidas!
Meu tempo aqui é tão corrido que eu nem pude ler o post direito... estou numa tenda aqui na UFPA.
Estou adorando Belém! Só um lugar tão quente e que chove todo dia pode ter tanta coisa gostosa, tanto lugar bonito e tanta gente legal. E o Fórum então? Nossa... tá sendo transformador, de verdade. Pena que só vou ficar até domingo, poderia ficar até mais...

Abração!

disse...

Nossa... O template do seu blog é um dos mais bonitos que já vi.
Parabens!!!
Bjs

Luciana disse...

Nossa, mt bom o texto..
e com crtz, como vc escreveu 'a vida é muito breve '
parabens

guii(y)² disse...

nossa num vi um blog que me deixaria completamente atencioso pelo o texto *-*
meus parabens bom mesmo, foi vc que escreveu mesmo?!! desculpe a duvida é que tá perfeito demais :D

beijos
http://guilhermillitary.blogspot.com/

Ananda disse...

putz. amei o texto.
falando em sonhos, eu me lembrei de uma que tive hiper mega ultra estranho: um dragão correndo atrás de mim por entre uma mansão abandonada e ele carregava uma granada.

spokpsskossks'

vc escreve muito bem, girl
:D
parabens.


http://opniaoinutil.blogspot.com/

historiaspraboidormir disse...

humm...
história tristes sempre causam um baque msm
prefiro fikr rindo depois de ler um texto...

ótimo post, msm assim!

Thiago Assis disse...

Ela sonha e depois tudo se tornou real, ela conseguiu ver o futuro nos sonhos Oo ela não conseguiu arranjar explicações pra isso num foi?

Seria interessante Aninha ter sido gerada no estupro... isso daria uma discussao interessante no blog =]


www.thiagogaru.blogspot.com

Ananda disse...

Apesar de ja ter comentado, to aqui de novo. rs




----------------
Dúvido que você faria o mesmo ... Saiba porque, visite: http://opniaoinutil.blogspot.com/

Henry Barros disse...

lindo texto.. trágicamente belo ^^

Strider Kelevra disse...

curtii o layouttt

Sílvia Gabrielle disse...

Nossa, q texto intenso. Muito bom, mas me deixou pensativa...O template do seu blog é muito diferente e legal!!!
parabensss!!


http://sempregabrielle.blogspot.com

Diógenes Daniel disse...

forte e trágico. Bom ritmo também.

Luciano Lemos disse...

Eu amo textos assim. Não sei porque. rs
Talvez porque nos faz refletir mais sobre a vida.
Visite esse meu:
http://omundodellemos.blogspot.com/

Thiago Damião disse...

Trágico o texto, porém muito bem escrito e envolvente a história :D
passa o meu?

http://www.thiagodamiao.blogspot.com/

beijos

Washington disse...

nuss... isso é tenso, mas gostei dos texto vou add pra não perder os proximos
\o

Liipee disse...

Arrepiou colega !
Não, falando sério..
como sempre, gostei do teu texto..
sempre gostei de vir aqui e comentar em teus textos, são bons, até já te alogiei e tudo mais, mas não consigo encontrar o 'acompanhar este blog' aqui, (não existe) por isso não volto direto.. mas tudo bem.
teu texto bem trágico, e bem surreal.
poucas pessoas conseguem concretizar os sonhos assim..
mas é uma boa história, mesmo não parecendo tão real assim..

se meus sonhos se realizassem estariamos todos mortos hoje.


bejocas
:*

saga dos martins disse...

De verdade não sei o que dizer, o pior é que lemos ou assistimos tragédias assim acontecerem com famílias. Agora o pedófilo vai preso se for pego com fotografias, vídeos ou quaisquer coisas relacionadas a pornografia infantil. Isso já é uma grande coisa.
Beijinhos!!
http://sagadosmartins2.blogspot.com/

Deni disse...

caramba
no meu pc fiko horrivel pra ler.
li pouca coisa!

mas só o q li jah fikei triste
apkspaksas..

mas enfim . . .



e q temos coisas q temos q aprender a lidar toda hora..todo instanter...






será bm vinda no

www.bagageirodocurioso.spaceblog.com.br

passe lá.


bjo e parabens pelas palabvras.......very nice

Ben e ponto disse...

Muito bom, ficou interessante rapidamente sem ser superficial.

espero acompanhar mais de seus textos.

Bjos

www.benmau.blogspot.com

Wagner Lopes disse...

Olá, quero te pedir para acessar meu blog http://www.wagnerlopes.com.br, te indiquei o selo do "Olha Que Blog Maneiro".

Veja as regras no meu blog e pegue o selo.

Bjs

Thiago Assis disse...

tem um selo pra vc no meu blog ^^

Flor de Liz disse...

Fiquei deprimida com essa história ;~
Mas os seus textos são bons mesmo ;***
Aiai, to triste, auhauhaua

Turma do lado esquerdo da sala disse...

Puxa gostei da historia, mas sei lah, acho que vc poderia ter detalhado mais como luciana estava sendo estuprada, e depois de ela encontrar a irma esquartejada você poderia ter dado mais ênfase à reação de luciana na hora do ocorrido. Pulou muito depressa pro enterro. Mas no geral ta perfeito, você tem uma criatividade e tanto, parabéns ^^

Aline Pepato disse...

Nossa!!!!
Não dá para começar sem ir até o fim!!!
Parabéns.

Wagner Lopes disse...

Olá
Estou sorteando 5 trabalhos meus.
Depois da uma olhada lá no meu blog
Bjs

Eduardo disse...

Realmente cruel... pior, essas coisas são cada vez mais comuns na vida real. Btw, o texto é legal, parabéns!

http://morbidnote.blogspot.com/

naninha © disse...

Amiga..já li esse ´post mil vezes..mas as vezes dá uma vontade de ler de novo..que ai eu volto aqui..e leio novamente..
postaa mais..
^^
huahaua..
beijos e te adoro..

THIAGO disse...

nossa muito 10!!!
agora vou ler o resto por aki ...

bom, entre no meu blog :

imaginemso.blogspot.com

se gostar visite la diariamente e torne - se uma seguidor! (coisa que vou fazer no seu ... kkk)

abraços !

Maldito disse...

Parabens pelo conceito do blog e a visualização!
Muito excelente!

Martha M. disse...

Que história mais envolvente!
Acho casos de suicídios muito tristes.

Você prende o leitor, parabéns.

Mas continue escrevendo!

Deni Maciel disse...

texto dramatiko
daria um episódio sensacional
o//

primeira vez no seu blog
achei maravilhoso e espero retornar mais vezes


grande abraço.
ótima kuarta
fds tá batendo na porta jah xD^

www.bocadekabide.blogspot.com

( aperte o alt ) disse...

Texto forte.

Traz à memória os momentos em que enfrentamos turbilhões emocionais, seja os próprios, seja daqueles perto de nós.

Bom ler algo profundo, positivamente incômodo, ao contrário de tantas "Polianas" que vemos por aí.

Abs,

Waldréa disse...

cillinhaaaaaaaaa, sabia que iriras superar minhas expectativas, texto belo(apesar de feio), mas ótimo.

ah, como faz pra te seguir? não vi nenhum link.
Atualmente estou com esse(estava empoirado, engavetado, mas resolvi ativa-lo) ;}

meadd disse...

Obrigado pelo comentario em meu blog!
pode divulgar seu blog avontade.

Nithanaella's disse...

Trágico msm..
perfeito o seu blog..

seguindo aki
segue o nosso tbm: http://nithanaellas.blogspot.com/
Bgd..
bjm