terça-feira, 6 de janeiro de 2009

Mais uma carta de amor.


Venho através desta com muito nervosismo me declarar pra você. Sim, é estranho, eu sei. Mas é a verdade, eu estou completamente apaixonada por você e não sei mais o que fazer pra tirar você da minha cabeça. Não pense que escrevendo esta carta estou achando que há alguma possibilidade de termos alguma coisa, isso nem passa pela minha cabeça, além da minha imaginação fértil. Sei que somos de mundos totalmente diferentes, e que pra você eu sou um alguém indiferente, sei que há 1001 motivos pra que você não tenha a mínima vontade de querer ter algo comigo. É até engraçado falar essas coisas, e eu, sinceramente, peço desculpas por ter gostado de você desta outra forma, nunca foi a minha intenção. Sinto-me como se estivesse sendo alguém pretensiosa apenas por me permitir apaixonar por ti. Acho que, mesmo sendo incomum, você deveria ao menos tentar compreender o meu lado, quem não cairia em tentação com um alguém como você? Com esses olhos, essa pele, esses lábios, esse corpo... Hum, esse corpo... Torcia todos os dias pra sonhar com nós dois apaixonados, ao menos em sonho, mas isso sempre foi tão impossível em minha cabeça que nem meu subconsciente acha normal e não consigo nem ao menos sonhar que beijo teus lábios, que toco tua pele... Calma, imagino o quanto deves estar perplexo ao ler toda esta declaração, e o quanto todo este desejo que há em mim cai como uma carne ao vegetariano pra você. Sim, compreendo sua repulsa, seu receio. Mesmo sentindo um calafrio só de imaginar como vais me olhar e me tratar depois disso tudo, se ainda vais falar comigo ou me tornar mais indiferente ainda pra você, talvez totalmente indiferente, ou até sentir uma certa raiva, sabe-se lá o porquê, ou pior e mais provável, sentirias pena, uma grande cara de pena olhando para este papel. Creio que, apesar de tudo, esse é um sentimento lindo, e não tens idéia do quanto me fazes sofrer. Logo você, que adora ajudar as pessoas, que quer ver todos tão bem e felizes, e sentiria orgulho se o motivo da felicidade de qualquer pessoa fosse por causa de você. Choro tanto, sinto até uma certa revolta e às vezes não consigo nem me olhar no espelho, pois sempre o que vejo é uma grande idiota. Perdoa-me, por favor. Não me abandona, não pára de falar comigo, não muda comigo. Eu juro que não tenho culpa, não queria que tudo tomasse esse rumo. Sei que, mesmo que penses o contrário, tenho capacidade pra te fazer tão feliz, daria-te o valor que mereces, sempre. Tudo bem, essa possibilidade não existe, nem deveria ser cogitada, mas eu queria falar, tudo bem? Amanhã estarei como sempre, chorando pelos cantos, pensando em você.
Um beijo,
Renata Medeiros.

29 comentários:

Clóvis sivolC disse...

Rs mto linda a declaração.
É mto ruim você se declarar,ainda mais quando vc nem conhece a pessoa ,pq o nervosismo toma conta , e derepente a resposta da pessoa que a gente gosta possa maguar a gente.
Mas faz parte da vida esses sentimentos.
Uma parte q eu gostei do texto foi essa "e o quanto todo este desejo que há em mim cai como uma carne ao vegetariano pra você".
Bem criativa.
Te amo cilla. Bjos.

Jhow...viva intensamente! disse...

Mto bom!!!
estou virando Fan de seu blog,
Parabéns!!!


tah uma passada no meu assim que puder!!

teh mais

Thiago Assis disse...

No caso parece uma carta de declaração destinada a um amigo, certo? Oo (me pareceu, se nao for, desculpa)
De todo jeito, isso é sempre complicado.

Muito bonita a carta, bem escrita, repleta de sentimento, mas não me tocaria :x
Não me agrada isso de pedir desculpa por gostar. ^^


Thiago Assis
www.thiagogaru.blogspot.com

THIAGO PAULO disse...

Poxa, muito linda a carta...quem dera eu rebece uma dessas...hehehehehehe.

Obrigado por comentar lá no meu blog...e vamo0s aguardar para ver o que Tim Burtum vai fazer com Alice no país das maravilhas...não é mesmo?!

Abraços...

Bobagem com Mouse disse...

Linda carta!
Situação complicada essa heim...mas quem nunca amou uma pessoa e já cometeu isso.
As vezes muitas pessoas não tem coragem principalmente se tratando de quando se tem amizade com a pessoa na qual se apaixona,aí acaba preferindo um amor platônico.
Parabéns pelo texto e todo o blog em sí.

Me visite:
http://oitentando.blogspot.com/
Abraços!

Turma do lado esquerdo da sala disse...

nussa.. amei a declaração.. hehe, possu plagiar?? (claro, vou adaptar)
hehehe.. parabéns, vc escreve mto bem^^
bjs
(meu blog: http://blog.estilofacil.com)

Balinha disse...

Muito bonito, mas acho que o amor não é assim. É mais calmo, parece-me uma carta de uma moça apaixonada, mas não amando.

Floradas de amor disse...

Se não der certo, pelo menos tentou neh! ;P
Gostei da declaração!
=D

Paula disse...

Muito bela carta , declaraçao de anor ♥-♥
Super fã do seu blog




http://fotosdodia.brogui.com/

Marcel disse...

Como eu gosto de ler declarações de amor! Só não curto muito escrever... é algo tão visceral que, quando a gente termina, é como se tivessem arrancado um pedaço nosso.

Bela crônica, Cilla. Soube dosar muito bem amor, constrangimento e desejo.

Cristina Santos disse...

Eh o eterno amor platônico que já passou por nossas vidas ao menos uma vez por alguns instantes. Ótima declaração, trdauz muito bem o que sentimos em certos momentos em que só queremos a chance de amar por dois. Parabens Cilla. bjao

Lucas Conrado disse...

Antes que eu me esqueça, adorei seu layout!
Uau, que texto lindo! engraçado é que me identifiquei completamente com a pessoa que escreveu isso. É complicado gostar de alguém assim, ainda mais quando não se conhece pessoalmente a pessoa pra quem se escreve, mas a vida é assim mesmo...
Desejo todo o sucesso para a Renata!

http://lucasconrado.blogspot.com/

André disse...

o tempo passa e as cartas de amor se tornam simples cartas. o momento passa e fica a lembrança.

Paixão e Adoração disse...

Lindo demais!!!
adorei o blog!!!

laurinha disse...

gostei e linda essa declaraçao
parabens

Eline Emanoeli disse...

Nossa, que texto lindo *.*

Adorei o blog, voltarei mais vezes, com certeza ^^

Beijos.

Bruninhoo Lemon' disse...

ai, obrigado pelo elogio! :D
Gostei muito do layout do seu blog...

Obrigado mais uma vez. Volte sempre! hahaha ;]

abraço.

30 e poucos anos. disse...

Nossa ... ficou muito bem narrada com muito sentimento.

UEH - Marcelo Leitner disse...

um beijo pra voce tambem

=]

www.mapher.com

Clóvis sivolC disse...

Texto perfeito como você.
Te adoro!

Elvis disse...

É,muito bonita essa carta!
eu tenho um amor q não sabe q eu a amo,se eu lhe escrevesse uma carta,seria mais ou menos assim rs.

niagarafools disse...

Muito linda a carta1 Me lembrou de algumas cartas da minha adolescência.
Obridgada por me trazê-las depois de tantos anos!

mil beijos!

Gabriela disse...

Muito bom! Gostei muito do seu blog parabéns. o template é SUPER caprichado.

thiago toscani disse...

Creio que o "amor" é mais calmo, mais sereno...
Essa carta narra muito melhor uma paixão desenfreada, platônica, avassaladora.
De qualquer forma, cada um "ama" e se "apaixona" de um jeito, né? As vezes os 2 sentimentos se confundem em uma coisa só...

Parabéns pelo blog, é lindo!

Abraço

vivoverde disse...

Há n fica assim ... não vale a pena

:*

bjão e grata pelo coments

:*

Thiago Assis disse...

Hey, tem um selo/premio pra vc la no meu blog ^^

Cristina Santos disse...

Ei Cilla, tem uma indicação minha para o seu blog! passa la´no meu e pega.
bjao

Isa Mangelli disse...

Gostei do jeito como escreve e os mistérios que rondam a cada frase. Ficaria interessante se publicasse a resposta da carta! Apenas uma dica.

Beijos!

Renata disse...

Que linda declaração!!! Linda d+!!