quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

Isso sim é amor!



Marília e Gustavo eram casados há 10 anos, e todas as pessoas que moravam perto deles, sentiam um pouco de inveja pelo amor que aquele casal transparecia ter com reciprocidade. Até que um dia, a vizinhança toda ouviu gritos entre acusações e desabafos, até barulhos de coisas quebrando. Alguns pensaram que aquele seria realmente o fim; outros, ao pensarem o mesmo, sentiam até um certo orgulho por não terem chegado a esse ponto de fazer escândalo.
- Você vai embora hoje ainda, não quero mais olhar na tua cara!
- Mas... Marília! Não é melhor pensarmos mais um pouco? Vamos jogar 10 anos de casamento no lixo? Por que isso agora, que bicho te mordeu?
- Que bicho me mordeu? É assim que você fala disto? - Diz Marília, apontando para o celular, onde exibia uma mensagem de texto com a frase “Estou te esperando, amor, por que a demora? No mesmo local, amanhã, às 3h, não esquece dessa vez”.
- Você está exagerando, não é nada disso que estás pensando, Marília, deixa eu te explicar! Este celular é de um ami...
- Ah, olha pra minha cara, Gustavo! Tu só podes estar brincando, eu só posso ter a cara de uma palhaça mesmo! (Interrompe Marília).
- Meu amor, amanhã tu ligas para o Sérgio, ele irá te explicar isso tudo, está bem? Mas fica calma!
- Ah... Além de tudo ainda és um covarde, vais ficar ligando pra amiguinho pra te acobertar, fora que o Sérgio é outro pilantra! Toma vergonha na cara, não és homem? Ao menos assume o que fizeste!
- Olha, tu acreditas no que quiseres, queres que eu vá embora, eu vou! Sei que estou na razão e não vou ficar aqui implorando pra que acredites em mim; se em 10 anos ainda não percebeste que te amo e que podes confiar em mim, então não será em algumas horas que tentarei te convencer. Tchau!
Ao fechar a porta, Marília correu para o quarto e trancou-se para que nem a empregada a perturbasse naquele momento e, aos prantos, gritava de raiva o nome de Gustavo. Sentia-se como no começo do casamento, quando sempre tinha que se preocupar com os lugares que ele frequentava e os amigos com quem andava, sentia-se uma idiota. Resolveu que havia aguentado todo aquele tempo ao lado dele por amor, sempre fiel e que não merecia ser traída, e ainda ria, ao mesmo tempo que chorava, das declarações que ele falara antes de sair, ainda a acusando de não ter confiança, mesmo ele não tendo como argumentar contra aquilo que era óbvio pra ela. Depois de uma boa noite de sono, resolveu ir a um barzinho que ficava perto de sua casa; queria descontar sua raiva beijando outro homem, achava que essa seria a melhor punição para Gustavo, pagando na "mesma moeda". Ao chegar no bar, atraía olhares de muitos homens, afinal, aquele bar era para paquerar e Marília era uma mulher muito charmosa, elegante, olhos cor-de-mel, esbelta, com seus 35 anos, aparentava uns 30, no máximo. Sentou-se e logo o barman ofereceu-lhe uma bebida e apontou para um homem que sorriu para ela, este era mais velho, beirava seus 48, apesar de aparentar um pouco menos. Muito charmoso, elegante, mais que Gustavo que, apesar de ter a mesma idade que Marília, já estava desleixado e não se preocupava mais com a aparência. Marília então começou a conversar com esse homem, chamava-se Tadeu. Beijaram-se, por iniciativa dele.
- Não posso, sinto muito. - Interrompe Marília.
- Por que, linda? Você mesma me contou que seu marido é um cafajeste!
- Eu sei... Mas eu não tenho certeza, de repente estou tomando uma decisão precipitada. Mil desculpas, tenho que ir.
Ao sair com pressa do bar, deixando Tadeu um pouco atordoado com a situação inusitada e reclamando para si a velha frase de que “todas elas são malucas”, Marília encontra Sérgio, o amigo de Gustavo, em frente ao bar, quando chega uma mulher alta, morena, muito bonita, e Sérgio exclama que ela está atrasada. Marília olha para o relógio e, curiosamente, são 3h, então lembra da mensagem de texto e daquela que até então era a tal desculpa esfarrapada de Gustavo; sente-se aliviada com uma certa culpa e corre para casa para ligar para ele. Ao chegar em casa, encontra Gustavo assustado no sofá, com a cabeça baixa e a mala com algumas peças de roupas. Ela olha para ele, pede desculpas e repete várias vezes que a culpa toda é dela e que nunca deveria ter desconfiado dele e que agora sabia que o amor era o que realmente importava e que estava provado que ele a amava de verdade. Os dois se beijaram e fizeram amor como dois jovens apaixonados. Ao acordar, Marília sai depressa atrasada para o seminário de biologia que precisava comparecer e, ao sair, toca o celular de Gustavo.
- Sérgio, brigadão cara, nem sei como te agradecer, vou depositar pra ti o dinheiro que prometi por ter seguido a minha mulher e contratado aquela mulher para fazer aquele teatrinho, essa foi por pouco, cara! Quase que meu casamento explode! Ah, se não fosses tu, meu chapa! Salvou minha pele!
- Foi difícil, viu?! Tô merecendo até um aumento nessa grana aí que tu me prometeste... Só tu mesmo, não mudas nunca, Gustavo! Somos uns gênios, que plano, hein, meu amigo!? Quase que não dá certo!
Ele guarda o celular no bolso, ri alto e pensa: “Mulher é bicho besta mesmo, fácil de enganar... Tenho que tomar mais cuidado... A piranha da Lurdes tinha que me mandar uma mensagem dessa, também!? Ah... Não quer saúde, essa foi por pouco, por pouco”.
A vizinha vê Marília sorridente e cochicha com a amiga:
- Que mulher de sorte! Queria ter um marido desses, isso sim é amor, isso sim é amor!

22 comentários:

Cadinho RoCo disse...

Mas quem ficou na mão mesmo foi o Tadeu.
Cadinho RoCo

RodrigO [OsBunitãO] disse...

Como seu blog é bom!
Tava curiando e achei maravilhoso!
Parabens!

Wellington disse...

Curti seu último post! Hihihi... XD Parabéns pelo seu blog vou add ao fórum do meu blog! =)

Poxa, que casal em?

http://br.geocities.com/neowellblog/

N U D [BLOG] disse...

Confesso que não li o post inteiro huahuahua , mas curti muito o blog
vlw

www.nudtrip.blogspot.com

www.celebritypoke.blogspot.com

Pr. Cláudio Moreira disse...

Esse blog é o perfeiro retrato de uma mentalidade criativa e forte. Seu texto possui uma pulsão de vida muito latente, e foi uma experiência altamente positiva visitá-lo.

Agradeço sua visita e seu comentário no meu blog. Também agradeço o fato de você, embora ainda tenha dúvidas, não "fechar questão" sobre a existência de Deus. Porque embora você não acredite, Ele certamente acredita em você.
Um forte abraço e apareça outras vezes.

..::Denny::.. disse...

EAHHAEHAEHAEHEAHEAHAHAEHEAH
meldels. eu super não queria um amor desses!
gostei do blog!
beijão ;*

Móó legal disse...

auehauehuaheuhauehuaehuaeh
bacana o pot...
o final podia ser mais dramático, hein?!
auEHUAheuaHEUHAuehuaheuhaEUHA
tô brincando....ta mto bacana!
parabens!

--
www.moolegal.wordpress.com

Bonita...Confissões disse...

Muito bom!

Que marido tosco! Eca! Rss...

Beijos

RodrigO [OsBunitãO] disse...

Olá!
Passa lá no meu blog que tem uma homenagenzinha procê!
bjO*

Rubra disse...

Minha vontade de bater no Gustavo, quando ele agradece o Sérgio... Nem sempre é possível confiar, nem mesmo depois de 10 anos. O ciúme tem seus motivos... Adorei o post!

Dark Fairy disse...

Huheuh brigada pelo comentário.. eh .. sou só mais uma viciada xD
Nooofa.. esse Gustavo eh um infeliiz gnt.. que final heein colega.. amay o texto
*-*
Ps.: fikei com vontade de bater no seu personagem huuhsauhahsuhsua

Bjs

Heitor Nogueira disse...

Isso sim é amor...mas eu gosto mais de paixao!FOOOGO!xD

Thiago Assis disse...

Casamentos que não passam de aparência... bem real isso.
O cara era um canalha, mas ela também num era 'flor que se cheire'... num instante arranjou outro.
Vai entender... Oo
Por isso que as brigas são saudáveis... quando se deixa pra brigar a 1ª vez depois de 10 anos um monte de coisa aparece Oo
huauhauhuhauhahauhhuahuahuahu

^^

Thiago Assis,
www.thiagogaru.blogspot.com

Alice Daniel disse...

Muito bom o texto! Prende a atenção do leitor. Eu até terminaria antes, com Gustavo agradecendo para o impacto ser maior.

Marcio Santos disse...

Interessante sua forma de se expressar!
parabnes e atualize sempre XD


http://paginadacomedia.blogspot.com

Noticias reais e curiosas, todas verdadeiras e com fonte.

http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=12746242

-----------------------------------------
parceria?
topico "nossos parceiros"
http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=12746242

MIguelito disse...

Curti demais seu blog, muito interessante mesmo. Mas o coitado do Tadeu nem pra ficar com ninguém no final =PP.

passe lá no meu depois:

http://rabiscosencardidos.blogspot.com/

beijos!

Liipee disse...

legal..
isso acontece em vários casos..
sad but true.
:*

Bruno R.Ramos disse...

Gostei do texto. Chega com acessibilidade ao leitor e o envolve com a linguagem cotidiana. Deveria publicar em uma antologia. Estou organizando uma de contos e crônicas para viagem.Nós, os escritores, dividimos os custos. O livro sai bem em conta.
Se interessar, faça contato:
brunoteenager@gmail.com

www.novacoletanea.blogspot.com

Clóvis sivolC disse...

Puts sacanagem
q cara idiota....
Revoltado....

Parabéns cilla...
seu blog é maravilhoso.
TE AMO.

Balinha* disse...

Quanto talento!
Vai fundo girl.

2008 foi um ano bem surpreendente, 2009 será melhor ainda.

Beijos.

Dário Souza disse...

Pow so tem personagem sacana em suas historias eim ?
hauahauahauahu

Eu gostei bastante do texto so axei que como é uma conversa entre marido e mulher vc usou bastante de linguagem formal de mais.Tipow escutas,ligas...essas coisas.

greatdj disse...

Que crônica cheia de viradas!
Coitada da Marília foi enganada..
mas o plano do Gustavo também foi genial.
Não esperava isso de um casal tão perfeito, mas às vezes é melhor ficar na imperfeição mesmo.
Já que nada é perfeito, o melhor é ser incompleto mas real.